Pelo Comité Editorial Blog Ividador

Curiosidades sobre o sémen que talvez não conheças

O sémen é o líquido libertado pelo órgão reprodutivo masculino depois do orgasmo. Também chamado esperma ou fluido seminal, este líquido é composto pelas células reprodutivas masculinas e outros elementos como proteínas, vitaminas e minerais. O sémen tem como principal função transportar os espermatozoides desde os testículos do homem até ao óvulo da mulher, permitindo […]

O sémen é o líquido libertado pelo órgão reprodutivo masculino depois do orgasmo. Também chamado esperma ou fluido seminal, este líquido é composto pelas células reprodutivas masculinas e outros elementos como proteínas, vitaminas e minerais. O sémen tem como principal função transportar os espermatozoides desde os testículos do homem até ao óvulo da mulher, permitindo que aconteça a fecundação e, consequentemente, uma gravidez. De seguida, damos-te a conhecer algumas curiosidades sobre o sémen que talvez não conheças.

 

Produção

O sémen consiste na mistura de três tipos diferentes de secreções: o líquido seminal, a secreção prostática e os espermatozoides. Cada uma destas partes é produzida numa área diferente do sistema reprodutivo masculino, na próstata, nas vesículas seminais e nos testículos, respetivamente. Estas secreções misturam-se na uretra e são, depois, eliminadas durante a ejaculação. O sémen está em constante produção. Como tal, não é possível precisar quanto tempo é necessário para ser produzido, mas estima-se que sejam necessários cerca de 72 dias. No entanto, sabe-se que os espermatozoides demoram vários dias para amadurecerem antes de serem eliminados na ejaculação. Um espermatozoide pode demorar até dois meses até ser considerado “maduro”.

 

Composição

Apenas 10% do sémen é composto por espermatozoides. Os restantes 90% são compostos por proteínas, aminoácidos, vitaminas, enzimas, frutose e sais minerais. Na composição do esperma é possível encontrar ferro e vitaminas B e C. Além disso, o sémen contém ainda ácido cítrico e zinco. Calcula-se que cada ejaculação contenha cerca de 20 calorias.

 

Consistência

A consistência do sémen pode sofrer várias alterações, sendo mais espesso nuns dias e mais fluido em outros dias. É uma situação comum e perfeitamente normal em homens saudáveis. Isto ocorre devido à quantidade de água no organismo, ou seja, o nível de hidratação do homem. Na ejaculação, o sémen encontra-se coagulado e, como tal, é heterogéneo. Tem uma consistência viscosa e espessa que serve o propósito de facilitar a aderência do esperma ao útero, para a fecundação. Nos momentos seguintes à ejaculação o esperma perde o efeito coagulante e torna-se mais líquido.

 

Cheiro

O cheiro do sémen está relacionado com a sua composição, nomeadamente, as diferentes proteínas, enzimas e minerais que estão presentes no líquido seminal. Estes elementos têm um pH alcalino, ou seja, superior a 7. Este é o mesmo pH do cloro e do amoníaco, pelo que, por vezes, é considerado que têm um cheiro semelhante. O cheiro do sémen é característico e varia de pessoa para pessoa, e alterações de odor muito marcantes podem ser um sintoma de infeção.

 

Sabor

De uma forma geral, o sabor do sémen mantém-se constante ao longo do tempo. No entanto, vários estudos indicam que a dieta pode influenciar ligeiramente o sabor. Alguns dos alimentos que parecem afetar o sabor do sémen são, por exemplo, o ananás, a canela, o aipo, a noz moscada ou a laranja, por exemplo. Note-se que os componentes do sémen são seguros para a saúde e, de uma forma geral, a comunidade médica não considera que engolir sémen possa fazer mal ao organismo. No entanto, algumas pessoas sofrem de hipersensibilidade ao plasma seminal, uma alergia rara que pode aparecer depois de entrar em contacto com o esperma.

 

Cor

Em condições normais, a cor do sémen pode variar conforme o intervalo de tempo entre ejaculações, apresentando uma coloração entre branco e transparente. Caso o homem esteja sem ejacular durante alguns dias, a cor do sémen pode variar ligeiramente, podendo ficar mais amarelado. Por vezes, pode apresentar uma cor avermelhada ou acastanhada. Isto é um sinal de que há a presença de sangue no sémen. As causas mais frequentes para o aparecimento de sangue no sémen e, consequentemente, uma coloração mais escura, são pequenas inflamações no sistema reprodutor masculino. Estas podem ser resultado de exames médicos invasivos ou de golpes na zona genital. Se o esperma tiver uma cor mais escura, em tons acastanhados, significa que o sangue está envelhecido. Já uma cor mais avermelhada é sinal de que a lesão é recente. Se a presença de sangue no esperma surgir com frequência ou se demorar mais de 3 dias a desaparecer é recomendado consultar um urologista. Pode ser necessário identificar a causa subjacente e iniciar um tratamento específico.

 

Tempo de vida

Para que o esperma seja produzido de forma viável, a temperatura nos testículos tem de ser pelo menos 5 °C menor do que a temperatura corporal. Após a ejaculação, os espermatozoides no sémen sobrevivem um curto período de tempo. Quando expostos ao ar, os espermatozoides sobrevivem alguns minutos, até o sémen secar. Quando a ejaculação ocorre dentro do corpo da mulher, o esperma pode viver até cinco dias. Ou seja, se um casal tiver relações sexuais antes de a mulher ovular, existe a possibilidade de gravidez. Note-se que como o percurso desde a vagina até os ovários nas trompas de Falópio é longo, alguns espermatozoides morrem antes de chegar ao destino.

 

Quantidade

Ao longo da vida do homem, a quantidade de esperma produzido diminui. No entanto, a produção de sémen nunca desaparece por completo. A quantidade mais comum de sémen ejaculado é de 2 a 5 ml, aproximadamente uma colher e meia de chá.  Quando um homem ejacula duas vezes num curto espaço de tempo, o volume da segunda ejaculação será menor que o da primeira porque o organismo precisa de tempo para repor o volume de sémen. Quando a quantidade ejaculada é menor do que 2 a 5 ml, pode não ser suficiente para que a mulher engravide. Por outro lado, se a quantidade for superior, pode diluir a quantidade de espermatozoides ejaculados. Adicionalmente, a concentração de espermatozoides também é importante para saber se um homem é fértil. Uma quantidade de 15 milhões de espermatozoides por ml de sémen é considerada normal.

Em suma

Para produzir um sémen saudável, deves manter um peso saudável e praticar exercício físico com regularidade. Adicionalmente, é importante fazer uma alimentação equilibrada, rica em frutas e vegetais que contêm antioxidantes. Nota que a aparência e odor do sémen anormais podem ser sintomas associados a doenças no sistema reprodutor masculino. Se achas que o teu sémen tem um aspeto ou cheiro diferente do normal, consulta um médico.

Tambien te puede interesar

frutos secos benefícios

O consumo de frutos secos traz inúmeros benefícios para a saúde. De uma forma geral, os frutos secos como nozes, amêndoas, avelãs, amendoins, pinhões e pistácios são ricos tanto em nutrientes como em gorduras boas. Estas oleaginosas são uma excelente fonte de zinco, magnésio, vitamina B e fibras. Adicionalmente ajudam a melhorar o colesterol. Para […]

10 Outubro, 2022
sexo depois do cancro de próstata

O cancro de próstata é um dos cancros mais frequentes no homem. Segundo os dados reportados pela DGS (Direção-Geral da Saúde), em 2009, o Programa Nacional da Doenças Oncológicas registou uma incidência de 108 casos por 100.000 homens. Um diagnóstico de cancro da próstata traz consequências não apenas físicas, mas também psicológicas. Como qualquer doença […]

5 Outubro, 2022
5 mudanças que acontecem no corpo do homem

Ao longo da vida, o corpo do homem sofre várias mudanças, associadas à idade, ao desenvolvimento hormonal e ao estilo de vida. O aumento da gordura corporal, o aumento e a redução da massa muscular e da força muscular, o crescimento e a perda de pelos do corpo são algumas alterações no corpo pelas quais […]

2 Agosto, 2022