Pelo Comité Editorial Blog Ividador

candidíase no homem

A candidíase no homem afeta a fertilidade?

Em primeiro lugar, é importante perceber que a candidíase é uma das doenças mais comuns, que afeta homens e mulheres, provocado por um fungo que está naturalmente presente no corpo humano. Apesar da relação da candidíase com a infertilidade ser baixa, esta doença não deve ser ignorada. Os sinais e sintomas da infeção provocam desconforto […]

Em primeiro lugar, é importante perceber que a candidíase é uma das doenças mais comuns, que afeta homens e mulheres, provocado por um fungo que está naturalmente presente no corpo humano.

Apesar da relação da candidíase com a infertilidade ser baixa, esta doença não deve ser ignorada. Os sinais e sintomas da infeção provocam desconforto ou dor. O tratamento da candidíase no homem é simples, com o recurso a pomadas e medicamentos que podem eliminar a presença do fungo.

O que é a candidíase masculina?

A candidíase masculina é uma infeção provocada pelo crescimento excessivo do fungo Cândida no pénis, o que leva ao aparecimento de sintomas da infeção, entre eles, dor e vermelhidão local, feridas na zona da ponta do pénis ou no prepúcio, inchaço ligeiro, sensação de ardor, principalmente ao urinar, e comichão.

fungo Cândida é um fungo naturalmente presente no corpo humano, que pode ser encontrado na região genital e na pele, tanto em nos homens como em nas mulheres. Este fungo também é encontrado no trato intestinal. A candidíase pode ocorrer noutras partes do corpo, como o sistema digestivo, o esófago, a faringe ou a bexiga, quando o sistema imunológico está debilitado.

 

Qual é a relação entre a candidíase masculina e a infertilidade?

A candidíase, tanto em homens como em mulheres, pode, em alguns casos, ser transmitida através de relações sexuais.

Normalmente a transmissão da doença não ocorre através do contacto sexual, no entanto, se um dos parceiros sexuais tiver o sistema imunitário debilitado e o outro tiver uma infeção por candidíase ativa pode haver contágio. No caso de infeção por candidíase no contacto sexual, o fungo atinge o pénis, causando balanite, isto é, a inflamação do prepúcio e da glande.

De uma forma geral, a infeção provocada pelo fungo Cândida afeta as regiões inguinal, perianal e o períneo. Nas mulheres, a doença provoca uma alteração do pH da vagina o que pode tornar o ambiente menos recetivo aos espermatozoides. Adicionalmente, durante o tratamento da infeção com o uso de pomadas, os espermatozoides podem ter maiores dificuldades de movimentação para chegar até ao óvulo.

Embora esta não seja uma causa de infertilidade, a doença pode, no entanto, comprometer a fertilidade.

 

Como é que a uma infeção por fungos compromete a fertilidade?

As infeções por fungos, infeções urinárias e doenças sexualmente transmissíveis são causas conhecidas e comuns de problemas de fertilidade. Estas podem provocar obstruções nos canais que transportam os espermatozoides. Uma das principais causas de infertilidade do homem são as alterações do trato genital que impossibilitam o depósito do esperma no fundo da vagina durante o coito. Adicionalmente, infeções ou presença de anticorpos podem causar anomalias nos espermatozoides. O stress em geral e o específico da infeção por candidíase e a toma de determinados fármacos podem comprometer a formação dos espermatozoides e contribuir para a infertilidade do homem.

Quanto mais cedo for realizado o diagnóstico de qualquer uma destas situações e mais cedo for implementado um tratamento eficaz, menor será a probabilidade de comprometer a fertilidade.

Como é realizado o diagnóstico da candidíase no homem?

Se apresentas sinais de candidíase genital masculina, o diagnóstico deve ser realizado pelo teu urologista a partir da observação dos sintomas. Em casos atípicos, recorrentes ou crónicos, o teu médico pode requerer a realização de exames laboratoriais para confirmar a presença e a espécie do fungo.

Quando a candidíase se apresenta noutra região do corpo, os sinais e sintomas apresentados devem ser avaliados pelo médico especialista para uma correta identificação da infeção e prescrição do tratamento mais adequado.

 

Qual é o tratamento da candidíase masculina?

O tratamento desta infeção é realizado com pomadas antifúngicas. Para a aplicação deste tratamento tópico deves seguir as instruções do teu médico, mas de uma forma geral, a pomada deve ser aplicada entre 2 a 3 vezes o dia, durante o período de tratamento recomendado. Em alguns casos pode também ser receitada a administração de antifúngicos por via oral.

Para ajudar a uma recuperação célere também é recomendado utilizar roupa interior de algodão, ou inclusive dormir sem roupa interior, para que os genitais possam “respirar”. Uma boa higiene genital é essencial, e recomenda-se lavar os genitais com apenas água e sabão neutro. Como em qualquer outra doença que possa ser transmitida através do contacto sexual, é aconselhado não praticar sexo desprotegido.

Deves ter em conta que o tratamento não garante a imunidade e, como tal, é importante que mantenhas hábitos de higiene genital para evitar que a candidíase volte.

Como prevenir a candidíase masculina?

Após o tratamento é importante tomar atitudes preventivas para não haver uma nova infeção. Uma boa higiene, com a limpeza diária dos órgãos genitais e a devida secagem são fundamentais para evitar a humidade, o que facilita o desenvolvimento do fungo. No dia a dia também é aconselhável evitar roupas feitas com fibras sintéticas, que sejam muito justas ao corpo ou que impeçam a circulação de ar. No duche deves evitar sabonetes e géis de banho químicos, bem como sabonetes medicinais altamente perfumados ou aerossóis.

No geral, hábitos de vida saudáveis, como uma alimentação equilibrada  e a prática de exercício físico promovem a prevenção de doenças, incluindo o desenvolvimento excessivo de fungos naturalmente presentes no corpo humano, como é o caso do fungo Cândida.

Se pensas que podes ter uma infeção de candidíase genital masculina, visita o teu médico para um diagnóstico adequado e início de tratamento. Como referido anteriormente, os sintomas de candidíase podem, em alguns casos, comprometer a fertilidade.

Se tiveste uma infeção anterior e estás preocupado com as consequências da mesma para a qualidade do teu esperma, podes obter mais informações através de um estudo preliminar do sémen.

Este tipo de estudo é realizado no processo de doação de esperma, que tem início com uma consulta informativa onde serás informado sobre os passos necessários para a doação de sémen e, se corresponderes aos requisitos básicos para doação, são realizadas provas de qualidade do esperma. Se pretenderes doar esperma, contacta uma clínica IVI .

Os resultados deste estudo providenciam informação sobre a tua capacidade reprodutora, o que pode ser útil se pensas em ter filhos.

Tambien te puede interesar

atividade física desportiva

Cada vez mais o exercício físico em casa faz parte do dia a dia dos portugueses. A atividade física desportiva é um termo abrangente que se baseia na prática consciente de atividade física para alcançar um objetivo específico, como melhorar a saúde ou ganhar músculo. Neste artigo partilhamos os tipos de exercícios que podes fazer […]

17 Novembro, 2021
falta de desejo sexual do homem

O cansaço e o stress são as principais causas da falta de desejo sexual do homem. A libido masculina varia muito de homem para homem e pode diminuir, de forma temporária, devido a fatores como a ansiedade ou a fadiga. Também é normal, e natural, que o desejo sexual do homem decresça gradualmente com o […]

3 Novembro, 2021
dador de esperma

A relação entre a qualidade do esperma e a idade do homem há muito que tem sido investigada. Esta relação tem especial importância quando se considera a tendência na sociedade para o adiamento da parentalidade. De facto, os dados sugerem que existe um risco de redução da qualidade do sémen e na fertilidade associado ao […]

2 Novembro, 2021